Veículos elétricos são incluídos nas estatísticas de emplacamentos

Tempo de leitura: 1 minuto

Nova categoria constará em dados de licenciamentos a partir deste ano
A partir de janeiro, a Anfavea, associação que reúne as fabricantes de veículos, incluirá uma nova categoria nos resultados de licenciamento, a de veículos elétricos, que na denominação utilizada no Renavam/Denatran, inclui as versões elétrico/fonte externa (modelos plug-in, cujas baterias são abastecidas por meio de tomadas elétricas), elétrico/fonte interna e o híbrido, que combinam motores a combustão e motores elétricos.

Em janeiro deste ano a entidade já contabilizou a venda de 45 unidades desses veículos. Vale lembrar que o mercado nacional conta com três modelos que se encaixam nessa categoria, o Ford Fusion Hybrid, que chegou por aqui no início de 2011, o também híbrido Toyota Prius, cujas vendas começaram no mês passado, e o elétrico Nissan Leaf, vendido até agora somente para frotas de táxis da capital paulista.

A experiência de elétricos no Brasil ainda é tímida: segundo a Anfavea, no ano passado foram emplacados 117 veículos elétricos ou híbridos. Parte dessa frota é formada por modelos puramente elétricos, caso do Nissan Leaf, que tem dez unidades rodando na capital paulista em um projeto de táxis elétricos, mas este modelo ainda não está disponível para vendas ao público. A Toyota também integra o programa de táxis elétricos de São Paulo e entregou 20 unidades do modelo Prius à cidade.