RJ promete PPP para incentivar os VEs

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Governo do RJ lança PPP para impulsionar os VEs

O governo do estado do Rio de Janeiro assinou ontem (15/6/2013) um memorando de entendimento para a criação de uma Parceria Público-Privada (PPP) com o objetivo de impulsionar a utilização de veículos elétricos em território fluminense. As empresas signatárias do documento, como a Aliança Renault-Nissan, Petrobras Distribuidora, Light, Ampla e a Agência de Promoção de Investimentos do Rio (Rio Negócios), estudarão a viabilidade do automóvel abastecido com energia elétrica e o desenvolvimento da infraestrutura necessária para a circulação destes automóveis.
“A ideia é fazer do Rio um centro de referência mundial na energia do século XXI, repetindo a vocação que o estado possui na área de energia tradicional”, comentou o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Júlio Bueno.
As montadoras Nissan e Renault investiram um volume de 4 bilhões de euros, nas últimas duas décadas, para desenvolver automóveis que não utilizam combustíveis fósseis e podem ser recarregados com energia renovável. Em 2010, foi lançado o Nissan Leaf, primeiro automóvel 100% elétrico a ser produzido em larga escala e recentemente a Renault lançou no mercado o sub-compacto Zoe e tem uma linha de veículos com emissão zero. “Esta nova iniciativa reafirma o nosso compromisso global de oferecer mobilidade urbana sustentável com conforto e prazer de dirigir”, disse o CEO da Aliança Renault-Nissan, Carlos Ghosn.
Uma das partes do protocolo multilateral, a Petrobras Distribuidora, ficará responsável por estudar a criação da infraestrutura para recarga dos automóveis elétricos em postos de serviços de bandeira Petrobras no estado. “Desta forma, nos mantemos fiéis à vocação de liderança de mercado, vanguarda tecnológica e sustentabilidade”, comentou o presidente da empresa, José Lima de Andrade Neto.
À Rio Negócios, caberá a missão de identificar oportunidades e portfólios de projetos, desenvolver o polo setorial e consolidar a inteligência dessa atividade. A Light, distribuidora de energia elétrica em 31 municípios do estado, incluindo a capital, promoverá estudos para a criação da infraestrutura necessária à rede de abastecimento e carregamento dos veículos.
Outra signatária do protocolo, a Ampla, que abastece com energia elétrica outros 66 municípios do estado, também estudará a criação da infraestrutura para garantir o suprimento de energia dos automóveis.

Fonte: Jornal do Commercio RJ